Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility

Consultoria em biblioteca, literatura e leitura.

- A +

Confira como foi o encontro online sobre a evolução do videogame

Postado em 07 DE dezembro DE 2020
WhatsApp Image 2020-12-07 at 15.44.36

Com mais de 67 milhões de jogadores no Brasil, o videogame é uma mídia em constante expansão. Além disso, ele integra e dialoga com outras linguagens como livros, filmes e séries. Diante desse cenário, o jornalista João Varella ministrou, no dia 30 de novembro, uma aula expositiva intitulada “Videogame, a evolução da arte”

Em duas horas de encontro, Varella apresentou o videogame como gênero de criação dentro do contexto da tecnologia e da economia, seguindo uma linha cronológica do desenvolvimento dos jogos e dos principais marcos da história. 

A extensão dos games para outras mídias também foi assunto da aula. Revistas, canais de youtube, resenhas, portais online, comunidades e até capa de cadernos de cultura e lazer tornaram-se espaços para discutir sobre os jogos digitais. 

Outro ponto importante foi a reflexão de que a plataforma, por estar sempre em desenvolvimento, transforma-se em um espaço de inovação, experimentação e criação. E, por não haver limites, abre diálogo para temas sociais, políticos e econômicos em suas narrativas.

O importante é garantir o flow, termo que vem do inglês fluir e que pode ser traduzido como “estado de fluxo” ou “experiência de fluxo”. Esse conceito da década de 70 foi criado pelo psicólogo Mihaly Csikszentmihalyi com o intuito de nomear as boas experiências de fluxo na consciência (aquela sensação que o tempo passa e não é percebido porque estamos muito envolvidos em uma determinada ação). 

João Varella é jornalista especializado em tecnologia e economia, além de autor dos livros “Videogame, a Evolução da Arte”, “42 Haicais e 7 Ilustrações”, “A Agenda” e “Curitibocas: Diálogos Urbanos”. Apresentou o documentário “12 Moedas”, da HBO e é fundador da editora Lote 42, além das livrarias Sala Tatuí e Banca Tatuí.