Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility

Consultoria em biblioteca, literatura e leitura.

- A +

A experiência da poesia: reflexão e prática

Postado em 16 DE junho DE 2021
Muita experimentação, criatividade e poesias vindas de vários cantos do Brasil – e do mundo! Foi assim o primeiro encontro virtual da Oficina Poesia e artes visuais: diálogos criativos, conduzida pelo escritor Marco Catalão, na biblioteca. Alternando momentos práticos e reflexivos, o autor de obras de poesia, peças de teatro, romance e narrativas para crianças e adolescentes, iniciou a conversa deixando fluir a imaginação dos participantes.
Uma rodada de apresentações dos 26 integrantes do grupo foi acompanhada de uma pergunta desafiadora: Mas, afinal, o que é poesia? As respostas chegaram de São Paulo, Rio, Minas, Espírito Santo, Brasília, Salvador e até do Chile e da Suíça.

[caption id="attachment_69207" align="aligncenter" width="833"]meio No primeiro encontro da oficina, o escritor Marco Catalão destaca os elementos-chave da poesia: condensação, ritmo, imagem poética e reflexão lírica.[/caption]

 

A poesia é o espaço da pergunta, do assombro. (Maria Amélia)

A poesia é uma expressão do silêncio. (Bob)

Emoção condensada, palavra e forma juntas causando uma tempestade. (Caroline)

Arranjo estético que costura o som e o sentido. (Tággidi)

É como se fosse um megafone que expõe tudo o que está guardado. (Maria Carolina)

A poesia pode ser muitas coisas para pessoas distintas. Sem dúvida, é uma arte que produz o sentimento de maravihamento, assombro ou arrebatamento. Segundo Catalão, “a experiência poética é singular e pode levar muito longe ou dar em lugar nenhum”. Depois de refletir sobre o conceito, o escritor propõe aos participantes a prática da linguagem poética unindo palavras, sentidos, sonoridades. Seu ponto de partida é a experiência própria de criação do livro de poemas Catálogo Poético da Semana de 22, obra premiada pelo ProAC da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, em que cada imagem corresponde a um verso.

Na oficina, além das imagens de artistas conhecidos ou não, o exercício vem acompanhado de restrições: máximo três linhas, dois verbos e dois adjetivos.

[gallery type="rectangular" size="medium" ids="69213,69214,69215"]

Mulheres submissas em comunhão
Escondem hormônios bipolares em explosão.
(Lisieux)

As gargalhadas das crianças sobram sobre as paredes
Escombros.
(Tággidi)

De longe os soldados marcham
para além da linha do horizonte
enquanto chutam bonecas e botijas.
(Raquel)

Infância

Posso?
Não.
Porque?
Fim.
(Natália)

Sob a possibilidade de
abrir o vazio
sentiu frio.
(Bob)

E você, que tal experimentar fazer a sua poesia? Lembre que o poema tem quatro elementos basilares. São eles: condensação, ritmo, imagem poética e reflexão lírica. Nem sempre estarão presentes todos os elementos, mas, depois de escrito vale reler e reescrever. A tendência é que o poema fique ainda melhor.

Gostou dessa oficina? Fique de olho na programação da biblioteca e inscreva-se em nossas próximas atividades aqui.