Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility

Consultoria em biblioteca, literatura e leitura.

- A +

SisEB promove Curso de Coaching na cidade de São Paulo

Postado em 31 DE agosto DE 2017
Nesta terça-feira, 29 de agosto, o Sistema Estadual de Biblioteca Públicas de São Paulo (SisEB) promoveu o curso Coaching na atuação do profissional da informação. A atividade foi realizada das 10 às 17 horas na Biblioteca de São Paulo (BSP) e teve como facilitadora a especialista Adriana Maria de Souza. Ela é mestre em Ciência da Informação pela ECA-USP e docente do curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação da FESPSP. Atua também como consultora em Unidades de Informação e como coach individual e de equipes. Na BSP, estiveram presentes cerca de 35 pessoas de 12 municípios.

Adriana explicou que coaching é o percurso, um processo que liga o ponto inicial com o final. Que as mudanças em cada um devem ser feitas de dentro e que se trata de um conjunto de técnicas para nos auxiliar a mudar as nossas ações no mundo. Mas para chegar nisso, é necessário ter um plano, um norte. Uma das maneiras é descobrir o que não se quer. Assim, vai se delimitando áreas.

[caption id="attachment_14655" align="aligncenter" width="1000"] A especialista Adriana Maria de Souza explica conceitos e técnicas do coaching. Crédito: Equipe SP Leituras[/caption]

 

“O que você quer conquistar, qual a sua meta? É um processo generoso, que te faz pensar melhor, que mexe com o íntimo, mostrando que não existem respostas prontas e fáceis. É tentar capturar o valor do que eu coloco no mundo. Às vezes, a pessoa entende que as mudanças não podem ser feitas agora”, disse a especialista.

Na parte da manhã, o curso abordou conceitos como valores, talentos, metas de aprendizado e desempenho. Tudo isso com muita interação entre os presentes, por meio de dinâmicas e trocas de experiências. À tarde, Adriana falou de uma ferramenta chamada Stop, que é uma técnica para pensar mais facilmente a respeito dos conceitos acima. Também foi o momento do feedback, de falar sobre comunicação não violenta e dar oportunidade de elaborar o seu plano de ação pessoal.

Os participantes aprovaram a iniciativa do SisEB. A bibliotecária de Carapicuíba, Mirtes Brito, acha que o mais interessante foi reconhecer melhor o indivíduo dentro do ambiente de trabalho, “trazendo reflexões que não tinha pensado”. Esse é o mesmo mote de Lúcia Parra, bibliotecária da Unesp de São Paulo. Ela já tinha feito outros cursos do SisEB, como o EAD, e disse que a atividade serviu para rever valores e objetivos. “É uma boa oportunidade para pensar na sua carreira, na vida profissional e pessoal. Estou num momento de recomeço”. O agente de bibliotecas Edson José da Silva, de Diadema, corrobora com as colegas, dizendo que “agora é possível ver as dificuldades com outro olhar”.

Por fim, a administradora e produtora cultural Amanda de Souza Ribeiro acha que esta capacitação a ajuda a conhecer novas pessoas e ter contato com outras experiências, além de obter mais conhecimento para o projeto Leitura na grama, onde promove ações de mediação de leitura em praças e parques. “Quero identificar os potenciais de cada projeto, aliando aprendizado e desempenho. Para isso, preciso de metas. Tem coisas que estou ensaiando faz um tempo. Agora está na hora de botar no papel”, finalizou.

 

[caption id="attachment_14656" align="aligncenter" width="1000"] Profissionais de biblioteca tiveram que fazer dinâmicas para troca de experiências e aprendizados. Crédito: Equipe SP Leituras[/caption]