Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility

Consultoria em biblioteca, literatura e leitura.

- A +

Participe de evento sobre ações de estímulo aos novos talentos da literatura

Postado em 28 DE setembro DE 2020


Marcado para 14 de outubro, o webinar "Diálogos: incentivo à produção e divulgação literária" faz parte do Flibi - Festival Literário de Birigui 2020. A mesa-redonda online, que terá início às 19h, contará com os escritores Carlos Eduardo Pereira, Micheliny Verunschk e Tiago Ferro, com mediação de Bel Santos Mayer.

Para fazer sua inscrição, clique aqui (vagas limitadas). O evento abordará a importância da produção e divulgação literária brasileira; prêmios e festivais literários como ações de estímulo aos novos talentos e de fortalecimento das políticas públicas de livro, leitura e escrita; e o diálogo entre escritores e comunidades como ferramenta de mediação cultural, de formação de comportamentos leitores e de incentivo à produção literária.

Saiba mais sobre os participantes:

Carlos Eduardo Pereira nasceu no Rio de Janeiro, em 1973. Graduou-se em História, pela UFRJ, e em Letras, pela PUC Rio, na habilitação Produção de Texto. "Enquanto os dentes", seu romance de estreia, foi publicado em 2017 pela editora Todavia e foi semifinalista do Prêmio Oceanos e finalista do Prêmio São Paulo de Literatura 2018. 





Micheliny Verunschk é autora de livros de poesia e prosa. Seu primeiro romance, "Nossa Teresa – vida e morte de uma santa suicida" (editora Patuá, 2014), foi agraciado com o programa Petrobrás Cultural e com o Prêmio São Paulo de Literatura, como melhor romance de estreia de 2015. É mestre em Literatura e Crítica Literária e doutora em Comunicação e Semiótica pela PUC São Paulo. Foi membro de vários corpos de jurados de concursos literários brasileiros, entre eles o Prêmio Jabuti e o Prêmio Sesc de Literatura. 

Tiago Ferro nasceu em São Paulo, 1976. Editor e escritor, é um dos fundadores da editora de e-books e-galáxia e da revista de ensaios Peixe-elétrico. Colabora com textos sobre cultura para veículos como as revistas piauí, Cult e Serrote. Mestre em história social pela USP, atualmente pesquisa a obra do crítico Roberto Schwarz no programa de doutorado da mesma universidade. "O pai da menina morta", seu romance de estreia, venceu o Prêmio Jabuti categoria romance e o Prêmio São Paulo de Literatura 2019 categoria romance de estreia. 

Bel Santos Mayer é educadora social e mestranda do Programa de Pós-graduação em Turismo, da Universidade de São Paulo. Tem especialização em Pedagogia Social e é graduada em Ciências Matemáticas e em Turismo. Desde os anos 1980 atua em organizações não governamentais facilitando processos de criação de Centros de Defesa dos Direitos de Crianças e Adolescentes e de bibliotecas comunitárias gerenciadas por jovens. É empreendedora social da Ashoka, docente na pós-graduação Literatura para Crianças e Jovens, do Instituto Vera Cruz, e coordenadora do Instituto Brasileiro de Estudos e Apoio Comunitário. É co-gestora da Rede LiteraSampa, finalista do Prêmio Jabuti 2019. Em 2018 foi curadora da 11ª edição do Prêmio São Paulo de Literatura e vencedora do prêmio Retratos da Leitura no Brasil. Em 2019, recebeu o Prêmio Estado de São Paulo para as Artes. 

O evento tem como público-alvo os maiores de 14 anos. Para mais informações: siseb@spleituras.org. Haverá tradução simultânea em LIBRAS. Importante acrescentar que o link para acesso à plataforma será enviado um dia antes da atividade. Questionário de avaliação e certificado serão encaminhados em até uma semana após o evento. 

Saiba mais sobre o Flibi - Festival Literário de Birigui

O Flibi – Festival Literário de Birigui acontece de 13 a 17 de outubro de 2020, celebrando a Semana Nacional do Livro e da Biblioteca. Em sua 7ª edição, será apresentado o programa Conecta Flibi, com atividades virtuais e gratuitas, em programação cultural com mesas literárias on-line, contações de histórias, clube de leitura, oficinas de escrita criativa e Biblioteca Livre (pontos de doação de livros na cidade). O Festival visa promover o protagonismo da biblioteca municipal durante as ações e tem o objetivo de estimular e incentivar a leitura e o acesso à informação. As atividades são direcionadas para todas as faixas etárias, com transmissão pelas redes sociais do @flibi.birigui e plataformas das instituições parceiras. Realização da Prefeitura de Birigui e Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo.