Confira nota da SP Leituras


Como é do conhecimento de todos, vivemos, desde 21 de janeiro passado, momentos de grande preocupação e intensa movimentação com a publicação do Decreto que determinou um contingenciamento de 22,95% na verba da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo. Esta inquietude foi potencializada quando o Governador João Dória, em entrevista coletiva no dia 1º de abril, ratificou a decisão, excluindo dela apenas o projeto Guri.

 

Desde então, e em sintonia com a ABRAOSC – Associação Brasileira de Organizações Sociais, da qual a SP Leituras é associada, e apoiados por colaboradores, entidades parceiras, amigos e simpatizantes, realizamos uma série de ações conjuntas, no sentido de chamar a atenção da imprensa e da sociedade civil para as consequências danosas desta medida, caso implementada. Além disto, buscamos negociar, com o Governo do Estado e a Secretaria, uma revisão desta decisão.

 

Na última segunda feira, em reunião entre representantes dos Conselhos de Administração das Organizações Sociais de Cultura e o Vice-governador, começaram a surgir sinais de possível revisão da decisão.  No dia 10/4, o Governador João Doria publicamente voltou atrás em sua decisão, reconhecendo que havia errado e afirmando que não mais haverá o contingenciamento. O Secretário Sergio Sá Leitão reafirmou publicamente este compromisso, prometendo, para os próximos dias, o decreto de descontingenciamento da Cultura.

 

Durante todo este tempo, os serviços das Bibliotecas e do SisEB foram mantidos. Neste momento estamos aguardando o decreto e a assinatura dos planos de trabalho de 2019, enquanto prosseguimos executando nossas atividades normalmente.

 

Queremos agradecer profundamente todas as manifestações de apoio públicas e privadas e todas as contribuições ocorridas durante este processo e reafirmamos a nossa convicção no papel transformador da cultura, das bibliotecas públicas e da leitura.

 

SP Leituras – Associação Paulista de Bibliotecas e Leitura