Centro Cultural Aúthos Pagano oferece programação de literatura, filosofia e música


Em setembro, o equipamento da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo tem como destaques da agenda uma apresentação do Quarteto de Saxofones da Emesp, palestras do professor Rafael Navarro e uma oficina de Escrita Criativa com a autora e crítica literária Noemi Jaffe. As vagas são limitadas.

O Centro Cultural e de Estudos Superiores Aúthos Pagano promove em setembro uma programação cultural gratuita para entreter, informar e conscientizar os frequentadores do espaço localizado na Lapa. Neste mês, o equipamento da Secretaria da Cultura terá uma apresentação musical da Escola de Música do Estado de São Paulo (Emesp) Tom Jobim, uma série de palestras sobre filosofia contemporânea com o professor Rafael Navarro e uma oficina de escrita criativa com a premiada autora Noemi Jaffe.

Atualmente a instituição é gerenciada pela SP Leituras e fica localizada na Rua Tomé de Souza, 997, no bairro Alto da Lapa. As inscrições para as atividades podem ser realizadas pelo e-mail agenda@centroculturalauthospagano.org.br.

 

No domingo, 17 de setembro, às 11 horas, a SP Leituras fez uma parceria com a Santa Marcelina Cultura e traz para o equipamento o Quarteto de Saxofones da Emesp, com entrada gratuita. Sob coordenação do professor Milton Vito, os alunos Gabriel Fanzares (soprano), Gustavo Andrade (alto), Murilo Seiji (Tenor) e Bruno Khaleb (Barítono) vão apresentar um repertório variado, que inclui compositores clássicos Johann Sebastian Bach, modernos como Jean-Baptiste Singelée e contemporâneos como Tom Jobim e Astor Piazzolla. A Emesp Tom Jobim criou os Grupos Artísticos em 2012, que trabalham com música erudita e popular, obras originais e arranjadas, de compositores brasileiros e estrangeiros.

 

Outra ação do centro cultural da Lapa é a série de palestras Amor e inovação: conceito, atitude e identidade em tempos líquidos, que vão ser realizadas nas quintas-feiras, 21, 28 de setembro e 5 de outubro, com duração de 50 minutos. O objetivo é abrir um espaço na rotina das pessoas para falar de temas essenciais e passar conteúdos filosóficos de maneira leve. E ainda provocar uma reflexão sincera e objetiva dos participantes e, eventualmente, aumentar sua potência de agir no mundo. Tudo isso por meio de exemplos do cotidiano e histórias divertidas.

A referência clara é o sociólogo e filósofo polonês Zygmunt Bauman, que faleceu em janeiro deste ano e deixou um legado inspirador sobre o tema Modernidade Líquida. Ele nos ensina a lidar com um mundo que é sempre diferente, que crises que transformam a maneira com a qual nos relacionamos com coisas e pessoas, sendo que estas deixam de ser quem são e se tornam outras. A ação é indicada para pessoas acima de 15 anos e tem curadoria de Rafael Navarro.

Ele é gerente de Comunicação na Rehau Brasil, empresa líder em polímeros, e professor do MBA de comunicação corporativa das Faculdades Integradas Rio Branco. É formado pela Universidade de São Paulo (USP) e tem mestrado em comunicação pela Laureate University. Há mais de doze anos vem desenvolvendo sua carreira em comunicação corporativa, com foco em planejamento estratégico, assessoria de imprensa, mídias sociais e filosofia do pensamento contemporâneo.

 

Por fim, a escritora, professora e crítica literária Noemi Jaffe foi convidada para dar a Oficina de Escrita Criativa, entre os dias 28 a 30 de setembro, das 9 às 13 horas. Ela vai apresentar os recursos narrativos básicos da escrita criativa, seguidos de exemplos, discussões e exercícios. Tem como objetivo estimular os interessados a ler mais e melhor, além de escrever com mais expressividade e estilo. A ação é indicada para pessoas acima de 18 anos.

Noemi é doutora em literatura brasileira pela Universidade de São Paulo (USP). Desde 2006, atua como crítica de literatura em vários jornais e revistas e vem participando como jurada de concursos literários. Escreveu, entre outros, os livros A verdadeira história do alfabeto, vencedor do prêmio Brasília de Literatura de 2014, Írisz: as orquídeas, ambos publicados pela Cia. das Letras, e O que os cegos estão sonhando? (Ed. 34), editado também nos Estados Unidos e em Portugal. Acaba de lançar Não está mais aqui quem falou, pela Companhia das Letras.

 

 

PROGRAMAÇÃO CULTURAL DE SETEMBRO

 

APRESENTAÇÃO MUSICAL

Quarteto de Saxofones da Emesp Tom Jobim

A Emesp Tom Jobim criou os Grupos Artísticos em 2012, que trabalham repertórios que abrangem música erudita e popular, obras originais e arranjadas, de compositores brasileiros e estrangeiros. Em 2017, esses conjuntos contemplarão diversas formações instrumentais, o que possibilitará aos alunos vivências musicais distintas.

Domingo, 17, às 11 horas
Com alunos da EMESP
Professor: Milton Vito
Integrantes: Gabriel Fanzares (soprano), Gustavo Andrade (alto), Murilo Seiji (tenor) e Bruno khaleb (barítono).

 

Programa –>
Concerto Brandebourgeois n° 3. III mov. BWV 1048 – Johann Sebastian Bach
Grand. Quatuor Concertante -Jean Baptist Singelée, Op 79 (1812 -1876)
Suite N° 1 – Jiri Laburda (Pastorale, Menuetto, Saltarello)
Concertino – Ralf Hermann
Garoto – Tom Jobim
Tentativa e Fuga – Rodrigo Morte
Tributo a Piazzolla – Renato Goulart
Libertango – Astor Piazzolla
Bordel 1900 – Astor Piazzolla
Medley de temas de filmes

 

PALESTRAS SOBRE FILOSOFIA

Amor e inovação: conceito, atitude e identidade em tempos líquidos.


Diante das escolhas da vida, é preciso eleger valores para guiar nossas ações e reações aos dilemas do cotidiano e do trabalho. Os valores, no entanto, são complexos e por vezes contraditórias. Como resolver a complexidade das escolhas? É o que pretendemos refletir nesta palestra libertadora.

Inovar é progredir. Em tempos de bonança, tão necessário quanto nas crises. Inovação é criatividade, imaginação. Para inovar, é preciso se conhecer, conhecer o mundo, as virtudes e dificuldades das nossas atividades. Sobretudo, para inovar é preciso confiança e coragem.

Nestas palestras discutimos como lidar um mundo que é sempre diferente, líquido. Coisas e pessoas que, a cada milésimo de segundo deixam de ser quem são e se tornam outras. Crises que transformam a maneira com a qual nos relacionamos com o mundo. Viver é mudar, reconstruir, reinventar. Indicado para pessoas acima de 15 anos.

Quintas-feiras, 21, 28 de setembro e 5 de outubro, das 18 às 18h50
21 de setembro – O que nos faz felizes?
28 de setembro – Amor líquido
5 de outubro – Gamificação
Com Rafael Navarro
Inscrições pelo e-mail agenda@centroculturalauthospagano.org.br

 

OFICINA DE ESCRITA CRIATIVA

A oficina apresenta os recursos narrativos básicos da Escrita Criativa, seguidos de exemplos, discussões e exercícios. Tem como objetivo estimular os interessados em ler mais e melhor, além de escrever com mais expressividade e estilo. Indicado para pessoas acima de 18 anos.

Dias 28, 29 e 30 de setembro, das 9 às 13 horas
Carga horária de 12 horas
Com Noemi Jaffe
Vagas limitadas
Inscrições pelo e-mail agenda@centroculturalauthospagano.org.br

 

Centro Cultural e de Estudos Superiores Aúthos Pagano
O Centro Cultural e de Estudos Superiores Aúthos Pagano é um equipamento da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo gerenciado pela organização social de cultura SP Leituras. Está instalado numa casa em estilo modernista construída em 1929, o terceiro imóvel da cidade a abandonar os adornos e apresentar um visual limpo e com linhas retas, levando a assinatura do arquiteto Gregori Warchavchik. Foi inaugurado em 1982 e atualmente promove atividades ligadas a diversas expressões artísticas, como dança, coro e oficinas literárias. É um importante ponto de cultura na zona oeste da capital paulista.

 

SP Leituras

A SP Leituras – Associação Paulista de Bibliotecas e Leitura – é uma organização social sem fins lucrativos, criada em maio de 2010. É uma instituição de natureza cultural, engajada em ações relacionadas à propagação do gosto pela leitura em todos os segmentos da população, aos mais variados públicos, com atenção especial a pessoas com deficiência. É responsável pela gestão da Biblioteca de São Paulo (BSP), localizada no Parque da Juventude (antigo presídio do Carandiru), e da Biblioteca Parque Villa-Lobos (BVL), situada no Parque Villa-Lobos, na zona oeste. Também coordena o Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas (SisEB), que realiza a qualificação de equipes das bibliotecas dos 645 municípios paulistas, além de promover mais de 400 eventos culturais em todo o Estado.