Biblioteca de São Paulo realiza oficina de escrita com o escritor Sacolinha


Tem também Segundas Intenções com Juliano Garcia Pessanha
e bate-papo sobre diversidade na Literatura Nacional

 

A Biblioteca de São Paulo (BSP) promove em junho uma Oficina de Escrita com o escritor Sacolinha. A atividade vai estimular o processo criativo, oferecer o domínio de ferramentas básicas para construir pequenas e grandes histórias, individuais e coletivas. A partir de um tema ou de um fragmento, os participantes são convidados a desenvolver textos, utilizando sua bagagem literária.

Sacolinha, ou Ademiro Alves de Sousa, é escritor de romances, contos e ganhador de quatro Prêmios Cooperifa. Nos últimos anos tem viajado pelo país fazendo palestras e ministrando oficinas, principalmente em lugares vulneráveis e não muito comuns para eventos literários, tal como cadeias, penitenciárias federais, favelas, morros e associações de moradores. Já prestou serviços para a Unesco e para o Ministério da Justiça. A ação na BSP acontece entre os dias 21 e 23, às 14h30. A Inscrições podem ser efetuadas até o dia 13 de junho.

A BSP também recebe o Bate-Papo Literário: Diversidade na Literatura Nacional, que traz autores que abordam em suas obras temas como o bulliyng, o empoderamento feminino e a cultura LGBT. Com a participação de Angie Stanley, Carolina Mancini, Fernanda Chazan Briones, Jéssica Albino, Rafael Sales, Susy Ramone e Vinícius Fernandes/A Wood. Durante o encontro haverá sorteio de brindes e apresentação de lançamentos. A organização é do escritor Thiago Assoni e o evento acontece no domingo, 4, às 14h30.

O Segundas Intenções do mês traz como convidado o autor Juliano Garcia Pessanha. Ele nasceu em São Paulo em 1962, estudou direito e filosofia. É mestre em psicologia e doutor em filosofia pela Universidade de São Paulo (USP). Autor dos livros Sabedoria do nunca (1999), Ignorância do sempre (2000), Certeza do agora (2002) e Instabilidade perpétua (2009), todos reunidos na tetralogia Testemunho transiente (2015), vencedor do Prêmio APCA na categoria Literatura/Grande Prêmio da Crítica. Publicou ainda Diálogos e incorporações (2016). O encontro acontece no sábado, 24, às 11 horas, com mediação de Manuel da Costa Pinto. A biblioteca emite declaração de atividades complementares para estudantes universitários e a inscrições podem ser feitas até dia 23.

Ainda na pegada literária, instituição do governo de São Paulo promove o Clube de Leitura sobre o livro Mulheres de cinza, de Mia Couto. Trata-se do primeiro livro da trilogia “As areias do Imperador”, um romance histórico sobre os derradeiros dias do chamado Estado de Gaza, o segundo maior império da África dirigido por um africano. A narrativa é uma recreação ficcional inspirada em fatos e personagens reais. No Clube, vai se falar sobre a obra e também sobre Mia Couto, um dos mais célebres autores moçambicano da atualidade. A ação acontece na quinta-feira, 22, às 15 horas

No mês de junho, a BSP recebe dois saraus. O primeiro é com Grupo de Poetas Cantores e Declamadores Independentes de São Paulo e acontece no domingo, 18, às 14h30. A ideia é promover muita literatura, canto e poesia, com coordenação de Terezinha Rocha. O segundo é o Sarau da Su, uma manifestação cultural da zona norte que tem o objetivo de valorizar os artistas do seu entorno e estimular o participante a descobrir seus talentos. Atrações de diferentes estilos e idades se integram em prol do lazer e da cultura. A coordenação é de Sueli do Carmo Rocha e o encontro acontece no domingo, 25 às 14 horas.

Entre as atividades voltadas para o público jovem estão o Luau BSP, uma atividade que é marcada por trazer muitas vozes e estilos diferentes, formando um caldeirão de ideias. O programa tem uma forte participação de alunos da ETEC do Parque da Juventude e da ETEC das Artes. Eles ocupam a biblioteca e trazem conteúdos que podem ser compartilhados por todos. Sempre acontece nas quintas-feiras, das 12h30 às 13h30. No dia 15 não haverá atividade.

Outra ação bacana que busca integrar os diversos equipamentos do Parque da Juventude é o Festival de Música na BSP. A biblioteca recebe as apresentações musicais dos alunos da ETEC de Artes entre os dias 8 a 10, a partir das 15h30. Mais informações no site http://www.bsp.org.br. Para participar, é necessário retirar senhas com 30 minutos de antecedência.

 

AÇÕES PARA TODOS OS PÚBLICOS

A biblioteca em junho vai promover ações para todos os públicos. Uma das mais tradicionais é a oficina de xadrez Jogos Para Todos! Nela, os participantes aprendem técnicas básicas de movimentação do tabuleiro, como a abertura e o roque, além de diversas táticas de como superar seu adversário. As pessoas com deficiência visual dispõem de tabuleiros adaptados, podem e devem participar. Sempre aos sábados, às 11 horas.

Outra ação nesse sentido é o Domingo no Parque, que acontece duas vezes por mês no Parque da Juventude. A ideia é levar um pedaço da biblioteca para os frequentadores do espaço e promover sessões de contação de histórias e do Bebelê. Em junho, a BSP realiza o programa nos dias 4, com a Trupe Pitirilo, e no dia 18, com a Cia. Duo Encantado. O horário é das 11h30 até às 16 horas. Em caso de chuva, a atividade será realizada dentro da biblioteca.

Para finalizar, a BSP promove todas às terças-feiras os Jogos Sensoriais. O encontro começa com uma explicação sobre o objetivo do programa, que é estimular as habilidades sensoriais e a memória. A brincadeira é iniciada com um mediador vendando os olhos do participante, para em seguida começar a brincadeira: sem a visão, o usuário tem que jogar Dominó, Jogo da Velha e Jogo da Memória, todos os games são criados na biblioteca e adaptados para esta proposta. As vagas serão preenchidas por ordem de chegada e o programa inicia às 15 horas. A faixa etária indicada é a partir de 11 anos.

Para maiores informações, acesse o site oficial: http://bsp.org.br

 

PROGRAMAÇÃO CULTURAL DE JUNHO

 

 

Dia 1º, quinta-feira.

 

10h às 12h – Tecnologia dia a dia: Curso de informática básico (+60)

Permite aos participantes o primeiro contato com o computador, introduzindo-os ao mundo digital de forma simples e didática. Indicado para pessoas acima de 60 anos.

Carga horária: 34 horas.

Terças e quintas-feiras, das 10h às 12h. Do dia 11 de abril a 6 de junho. Turma 2/2017 BSP.

Com equipe BSP.

Local: piso térreo.

Inscrições encerradas.

 

12h30 às 13h30 – Luau BSP. Programa permanente.

O programa apresenta aos jovens temas relacionados à música, literatura e poesia e oferece espaço para apresentações artísticas. A partir de 13 anos.

Com equipe BSP. É necessário retirar senhas com 30 minutos de antecedência.

Local: auditório.

 

15h às 16h – Pintando o 7. Programa permanente.

Ilustrações, a partir do livro Árvores do Brasil: cada poema no seu galho, de Lalau.

A partir de 6 anos.

Com equipe BSP.

Local: piso térreo.

 

Dia 2, sexta-feira.

 

15h – Hora do conto. Programa permanente.

Os 3 erres: reutilizar, reduzir, reciclar, de Núria Rocha.

Com equipe BSP.

Local: piso térreo.

 

15h30 – Pontos MIS.

Desenvolvido pelo Museu da Imagem e do Som – MIS, o projeto promove o contato com obras do cinema por meio de parcerias com instituições públicas do Estado de São Paulo.

Local: piso térreo.

 

O fantástico Sr. Raposo

Dir. Wes Anderson, Estados Unidos, 2009, 87 min. Gênero: animação. Classificação: livre
Elenco: George Clooney, Meryl Streep, Bill Murray.

Após 12 anos de felicidade bucólica, o Sr. Raposo descumpre a promessa que fez à esposa e invade as fazendas dos vizinhos Boggis, Bunce e Bean. Ceder aos seus instintos animais coloca em perigo não somente o seu casamento, mas também a vida de sua família e seus amigos. Quando os fazendeiros montam uma armadilha para o Sr. Raposo, ele tem que confiar na sua astúcia natural para vencer o oponente.

 

16h30 às 17h – Leitura ao pé do ouvido. Programa permanente.

Frequentadores da biblioteca são convidados a ouvir a leitura de trechos de um livro, podendo conhecer assim novos autores, títulos e assuntos.
Colecionador de pedras, de Sérgio Vaz.

Local: piso térreo e superior.

 

Dia 3, sábado.

 

14h30 às 17h30 – Curso de contação de histórias

A ideia é trabalhar a potencialidade das narrativas de literatura oral como uma ferramenta de aproximação, comunicação e expressão.  O conteúdo programático abordará os vários tipos de histórias – como lendas, mitos, fábulas, história de origem, contos de fadas, entre outros -, a relação com a música, técnicas como interpretação, oralidade e improvisação, e o papel do contador de história ao longo da história universal.

Indicado para pessoas a partir de 16 anos.

Sábados, 6 de maio a 1º de julho, das 14h30 às 17h30.

Carga horária: 24 horas.

Local: auditório.

Realização: Associação Arte Despertar em parceria com a Biblioteca Parque Villa-Lobos.

Inscrições encerradas.

 

11h às 11h45 – Lê no ninho. Programa permanente.

Atividade de estímulo e iniciação à leitura para crianças entre 6 meses e 4 anos, realizada com livros lúdicos, contação de histórias e músicas. Pais e responsáveis podem, ao fim, emprestar os kits utilizados, com dois livrinhos e um fantoche, e reproduzir a experiência em casa.

Com equipe BSP.

Local: piso térreo.

 

11h às 13h – Jogos para todos! Programa permanente.

Oficina de xadrez: Os participantes aprendem as regras, os movimentos das peças e algumas táticas do xadrez, além de disputar partidas. Pessoas com deficiência visual dispõem de tabuleiros adaptados.

Com Carlos Oliveira.

Local: piso térreo.

 

15h às 15h45 – Lê no ninho. Programa permanente.

Atividade de estímulo e iniciação à leitura para crianças entre 6 meses e 4 anos, realizada com livros lúdicos, contação de histórias e músicas. Pais e responsáveis podem, ao fim, emprestar os kits utilizados, com dois livrinhos e um fantoche, e reproduzir a experiência em casa.

Com equipe BSP.

Local: piso térreo.

 

16h – Hora do conto. Programa permanente.

A pedra arde, de Eduardo Galeano.

Com Lilian Marchetti.

Local: piso térreo.

 

Dia 4, domingo

 

11h30 às 16h – Domingo no Parque. Programa permanente.

11h30 às 12h15 – Lê no ninho, com equipe BSP.

12h15 às 16h – Espaço de leitura para toda família com sessões de contação de histórias com a Trupe Pitirilo.

Em caso de chuva, a atividade será realizada dentro da biblioteca.

Local: Parque da Juventude.

 

14h30 às 17h30 – Bate-papo literário: Diversidade na literatura nacional.

O encontro traz autores que abordam em suas obras temas como o bulliyng, o empoderamento feminino e a cultura LGBT. Com a participação de Angie Stanley, Carolina Mancini, Fernanda Chazan Briones, Jéssica Albino, Rafael Sales, Susy Ramone e Vinícius Fernandes/A.Wood. Durante o encontro haverá sorteio de brindes e apresentação de lançamentos.

Organização Thiago Assoni.

Local: auditório.

É necessário retirar senhas com 30 minutos de antecedência.

 

16h – Hora do conto. Programa permanente.

A maior flor do mundo, de José Saramago.

Com a Cia. Arte Negus.

Local: piso térreo.

 

Dia 6, terça-feira.

 

10h às 12h – Tecnologia dia a dia: Curso de informática básico (+60)

Permite aos participantes o primeiro contato com o computador, introduzindo-os ao mundo digital de forma simples e didática. Indicado para pessoas acima de 60 anos.

Carga horária: 34 horas.

Terças e quintas-feiras, das 10h às 12h. Do dia 11 de abril a 6 de junho. Turma 2/2017 BSP.

Com equipe BSP.

Local: piso térreo.

Inscrições encerradas.

 

15h às 16h – Jogos sensoriais. Programa permanente.

Uma divertida experiência lúdica que estimula as habilidades sensoriais e a memória, com jogos e brincadeiras para pessoas com e sem deficiência. A partir de 11 anos.

Com equipe BSP.

Local: piso térreo.

 

Dia 7, quarta-feira.

 

10h – Pontos MIS.

Desenvolvido pelo Museu da Imagem e do Som – MIS, o projeto promove o contato com obras do cinema por meio de parcerias com instituições públicas do Estado de São Paulo.

Local: piso superior.

 

A jaula

Dir. Pedro Morelli, Brasil, 2012, 13 min. Idioma: Português. Classificação: 10 anos.
Elenco: Rodrigo Bolzan, Alexandre Roit, Danilo Granghéia, Fabio Nassar.

Em uma noite escura, em uma grande cidade, Fábio volta para casa depois do trabalho. Ao descer do ônibus e caminhar por uma rua mal iluminada, ele tem a sensação de estar sendo perseguido.

 

Quando eu era vivo

Dir. Marco Dutra, Brasil, 2014, 108 min. Idioma: português, Gênero: suspense, drama. Classificação: 18 anos. Elenco: Marat Descartes, Antônio Fagundes, Sandy.

Júnior volta a morar com a família depois de perder o emprego e se separar da esposa. Deprimido, passa seus dias no sofá, remoendo a separação, o desemprego e sonhando com a jovem inquilina da casa. Depois de encontrar alguns objetos que pertenciam à sua mãe, desenvolve uma estranha obsessão pelo passado, confundindo delírio e realidade.

 

15h às 16h – Brincando e aprendendo. Programa permanente.

Aprenda sobre reciclagem com jogo digital.

Com equipe BSP.

A partir de 7 anos.

Local: piso térreo.

 

Dia 8, quinta-feira

 

12h30 às 13h30 – Luau BSP. Programa permanente.

O programa apresenta aos jovens temas relacionados à música, literatura e poesia e oferece espaço para apresentações artísticas. A partir de 13 anos.

Com equipe BSP. É necessário retirar senhas com 30 minutos de antecedência.

Local: auditório.

 

15h às 16h – Pintando o 7. Programa permanente.

Confecção de chapéus, inspirados nos personagens de Alice no país das Maravilhas, de Lewis Carroll.

A partir de 6 anos.

Com equipe BSP.

Local: piso térreo.

 

15h30 às 17h30 – Festival de música

Apresentações musicais dos alunos da ETEC de Artes.

Local: auditório.

Mais informações no site http://www.bsp.org.br

Necessário retirar senhas com 30 minutos de antecedência.

 

 

Dia 9, sexta-feira

 

15h – Hora do conto. Programa permanente.

Amanhecer Esmeralda, de Ferréz.

Com equipe BSP.

Local: piso térreo.

 

15h30 às 17h30 – Festival de música

Apresentações musicais dos alunos da ETEC de Artes.

Local: auditório.

Mais informações no site http://www.bsp.org.br

Necessário retirar senhas com 30 minutos de antecedência.

 

15h30 – Pontos MIS.

Desenvolvido pelo Museu da Imagem e do Som – MIS, o projeto promove o contato com obras do cinema por meio de parcerias com instituições públicas do Estado de São Paulo.

Local: piso térreo.

 

O fantástico Sr. Raposo

Dir. Wes Anderson, Estados Unidos, 2009, 87 min. Gênero: animação. Classificação: livre
Elenco: George Clooney, Meryl Streep, Bill Murray.

Após 12 anos de felicidade bucólica, o Sr. Raposo descumpre a promessa que fez à esposa e invade as fazendas dos vizinhos Boggis, Bunce e Bean. Ceder aos seus instintos animais coloca em perigo não somente o seu casamento, mas também a vida de sua família e seus amigos. Quando os fazendeiros montam uma armadilha para o Sr. Raposo, ele tem que confiar na sua astúcia natural para vencer o oponente.

 

16h30 às 17h – Leitura ao pé do ouvido. Programa permanente.

Frequentadores da biblioteca são convidados a ouvir a leitura de trechos de um livro, podendo conhecer assim novos autores, títulos e assuntos.

Os visitantes, de Bernardo Kucinski.

Local: piso térreo e superior.

 

Dia 10, sábado

 

11h às 11h45 – Lê no ninho. Programa permanente.

Atividade de estímulo e iniciação à leitura para crianças entre 6 meses e 4 anos, realizada com livros lúdicos, contação de histórias e músicas. Pais e responsáveis podem, ao fim, emprestar os kits utilizados, com dois livrinhos e um fantoche, e reproduzir a experiência em casa.

Com equipe BSP.

Local: piso térreo.

 

11h às 13h – Jogos para todos! Programa permanente.

Oficina de xadrez: Os participantes aprendem as regras, os movimentos das peças e algumas táticas do xadrez, além de disputar partidas. Pessoas com deficiência visual dispõem de tabuleiros adaptados.

Com Carlos Oliveira.

Local: piso térreo.

 

14h30 às 17h30 – Curso de contação de histórias

A ideia é trabalhar a potencialidade das narrativas de literatura oral como uma ferramenta de aproximação, comunicação e expressão.  O conteúdo programático abordará os vários tipos de histórias – como lendas, mitos, fábulas, história de origem, contos de fadas, entre outros -, a relação com a música, técnicas como interpretação, oralidade e improvisação, e o papel do contador de história ao longo da história universal.

Indicado para pessoas a partir de 16 anos.

Sábados, 6 de maio a 1º de julho, das 14h30 às 17h30.

Carga horária: 24 horas

Local: auditório.

Realização: Associação Arte Despertar em parceria com a Biblioteca Parque Villa-Lobos.

Inscrições encerradas.

 

15h às 15h45 – Lê no ninho. Programa permanente.

Atividade de estímulo e iniciação à leitura para crianças entre 6 meses e 4 anos, realizada com livros lúdicos, contação de histórias e músicas. Pais e responsáveis podem, ao fim, emprestar os kits utilizados, com dois livrinhos e um fantoche, e reproduzir a experiência em casa.

Com equipe BSP.

Local: piso térreo.

 

15h30 às 17h30 – Festival de música

Apresentações musicais dos alunos da ETEC de Artes.

Local: auditório.

Mais informações no site http://www.bsp.org.br

Necessário retirar senhas com 30 minutos de antecedência.

 

16h – Hora do conto. Programa permanente.

O príncipe Rouxinol, de Deborah Martins Roussenq.

Narração de histórias em Libras com interpretação para o português.

Com o Grupo Mãos de Fada.

Local: piso térreo.

 

Dia 11, domingo

 

11h30 às 12h15 – Lê no ninho. Programa permanente.

Atividade de estímulo e iniciação à leitura para crianças entre 6 meses e 4 anos, realizada com livros lúdicos, contação de histórias e músicas. Pais e responsáveis podem, ao fim, emprestar os kits utilizados, com dois livrinhos e um fantoche, e reproduzir a experiência em casa.

Com equipe BSP.

Local: piso térreo.

 

16h – Hora do conto. Programa permanente.

O pote vazio, de Demi. Com interpretação em Libras.

Com Mirela Estelles e Amarílis Reto.

Local: piso térreo.

 

Dia 13, terça-feira.

 

15h às 16h – Jogos sensoriais. Programa permanente.

Uma divertida experiência lúdica que estimula as habilidades sensoriais e a memória, com jogos e brincadeiras para pessoas com e sem deficiência. A partir de 11 anos.

Com equipe BSP.

Local: piso térreo.

 

Dia 14, quarta-feira.

 

10h – Pontos MIS.

Desenvolvido pelo Museu da Imagem e do Som – MIS, o projeto promove o contato com obras do cinema por meio de parcerias com instituições públicas do Estado de São Paulo.

Local: piso superior.

 

A jaula

Dir. Pedro Morelli, Brasil, 2012, 13 min. Idioma: Português. Classificação: 10 anos.
Elenco: Rodrigo Bolzan, Alexandre Roit, Danilo Granghéia, Fabio Nassar.

Em uma noite escura, em uma grande cidade, Fábio volta para casa depois do trabalho. Ao descer do ônibus e caminhar por uma rua mal iluminada, ele tem a sensação de estar sendo perseguido.

 

Quando eu era vivo

Dir. Marco Dutra, Brasil, 2014, 108 min. Idioma: português, Gênero: suspense, drama. Classificação: 18 anos. Elenco: Marat Descartes, Antônio Fagundes, Sandy.

Júnior volta a morar com a família depois de perder o emprego e se separar da esposa. Deprimido, passa seus dias no sofá, remoendo a separação, o desemprego e sonhando com a jovem inquilina da casa. Depois de encontrar alguns objetos que pertenciam à sua mãe, desenvolve uma estranha obsessão pelo passado, confundindo delírio e realidade.

 

15h às 16h – Brincando e aprendendo. Programa permanente.

Caça ao tesouro.

Com equipe BSP.

A partir de 7 anos.

Local: piso térreo.

 

Dia 15, quinta-feira.

 

15h às 16h – Pintando o 7. Programa permanente.

Criação de super-heróis de HQs.

A partir de 6 anos.

Com equipe BSP.

Local: piso térreo.

 

16h – Hora do conto. Programa permanente.

Vassilissa, a formosa, recontado por Tatiana Belinky.

Com Kelly Orasi.

Local: piso térreo.

 

Dia 16, sexta-feira.

 

10h30 – Pontos MIS.

Desenvolvido pelo Museu da Imagem e do Som – MIS, o projeto promove o contato com obras do cinema por meio de parcerias com instituições públicas do Estado de São Paulo. Local: piso térreo.

 

O fantástico Sr. Raposo

Dir. Wes Anderson, Estados Unidos, 2009, 87 min. Gênero: animação. Classificação: livre
Elenco: George Clooney, Meryl Streep, Bill Murray.

Após 12 anos de felicidade bucólica, o Sr. Raposo descumpre a promessa que fez à esposa e invade as fazendas dos vizinhos Boggis, Bunce e Bean. Ceder aos seus instintos animais coloca em perigo não somente o seu casamento, mas também a vida de sua família e seus amigos. Quando os fazendeiros montam uma armadilha para o Sr. Raposo, ele tem que confiar na sua astúcia natural para vencer o oponente.

 

15h – Hora do conto. Programa permanente.

O dente de leite de Ganesha, de Sanjay Patel e Emily Haynes.

Com equipe BSP.

Local: piso térreo.

 

16h30 às 17h – Leitura ao pé do ouvido. Programa permanente.

Frequentadores da biblioteca são convidados a ouvir a leitura de trechos de um livro, podendo conhecer assim novos autores, títulos e assuntos.

Seleta em prosa e verso, de Ariano Suassuna.

Local: piso térreo e superior.

 

Dia 17, sábado.

 

11h às 11h45 – Lê no ninho. Programa permanente.

Atividade de estímulo e iniciação à leitura para crianças entre 6 meses e 4 anos, realizada com livros lúdicos, contação de histórias e músicas. Pais e responsáveis podem, ao fim, emprestar os kits utilizados, com dois livrinhos e um fantoche, e reproduzir a experiência em casa.

Com equipe BSP.

Local: piso térreo.

 

11h às 13h – Jogos para todos! Programa permanente.

Oficina de xadrez: Os participantes aprendem as regras, os movimentos das peças e algumas táticas do xadrez, além de disputar partidas. Pessoas com deficiência visual dispõem de tabuleiros adaptados.

Com Carlos Oliveira.

Local: piso térreo.

 

15h às 15h45 – Lê no ninho. Programa permanente.

Atividade de estímulo e iniciação à leitura para crianças entre 6 meses e 4 anos, realizada com livros lúdicos, contação de histórias e músicas. Pais e responsáveis podem, ao fim, emprestar os kits utilizados, com dois livrinhos e um fantoche, e reproduzir a experiência em casa.

Com equipe BSP.

Local: piso térreo.

 

16h – Hora do conto. Programa permanente.

Os mistérios da Amazônia, de José  Almeida.

Com a Cia. Mapinguary.

Local: piso térreo.

 

Dia 18, domingo.

 

11h30 às 16h – Domingo no Parque. Programa permanente.

11h30 às 12h15 – Lê no ninho, com equipe BSP.

12h15 às 16h – Espaço de leitura para toda família com sessões de contação de histórias com a com a Cia. Duo Encantado.

Em caso de chuva, a atividade será realizada dentro da biblioteca.

Local: Parque da Juventude.

 

14h30 às 16h30 – Sarau na BSP. Programa permanente.

Literatura, canto e poesia.

Com o Grupo de Poetas Cantores e Declamadores Independentes de São Paulo.

Coordenação de Terezinha Rocha.

Local: auditório.

 

16h – Hora do conto. Programa permanente.

Vida boa é a do Rex, de Ariana Gomes Lopes.

Com Fabio Lisboa.

Local: piso térreo.

 

Dia 20, terça-feira.

 

15h às 16h – Jogos sensoriais. Programa permanente.

Uma divertida experiência lúdica que estimula as habilidades sensoriais e a memória, com jogos e brincadeiras para pessoas com e sem deficiência. A partir de 11 anos.

Com equipe BSP.

Local: piso térreo.

 

Dia 21, quarta-feira.

 

10h – Pontos MIS.

Desenvolvido pelo Museu da Imagem e do Som – MIS, o projeto promove o contato com obras do cinema por meio de parcerias com instituições públicas do Estado de São Paulo.

Local: piso superior.

 

A jaula

Dir. Pedro Morelli, Brasil, 2012, 13 min. Idioma: Português. Classificação: 10 anos.
Elenco: Rodrigo Bolzan, Alexandre Roit, Danilo Granghéia, Fabio Nassar.

Em uma noite escura, em uma grande cidade, Fábio volta para casa depois do trabalho. Ao descer do ônibus e caminhar por uma rua mal iluminada, ele tem a sensação de estar sendo perseguido.

 

Quando eu era vivo

Dir. Marco Dutra, Brasil, 2014, 108 min. Idioma: português, Gênero: suspense, drama. Classificação: 18 anos. Elenco: Marat Descartes, Antônio Fagundes, Sandy.

Júnior volta a morar com a família depois de perder o emprego e se separar da esposa. Deprimido, passa seus dias no sofá, remoendo a separação, o desemprego e sonhando com a jovem inquilina da casa. Depois de encontrar alguns objetos que pertenciam à sua mãe, desenvolve uma estranha obsessão pelo passado, confundindo delírio e realidade.

 

14h30 às 17h30 – Oficina de escrita

A oficina fornecerá elementos que estimulam o processo criativo, o domínio de ferramentas básicas que possam permitir a execução de pequenas e grandes histórias, individuais e coletivas. A partir de um tema ou fragmento, os participantes são convidados a desenvolver textos, utilizando sua bagagem literária. Para interessados em escrita acima dos 16 anos.

Dias 21 a 23, das 14h30 às 17h30.

Carga horária: 9 horas.

Local: auditório.

Com o autor Sacolinha, escritor de romances e contos e ganhador de 4 prêmios Cooperifa.

Inscrições por e-mail (agenda@bsp.org.br) ou no balcão de atendimento da biblioteca (de terça a sexta-feira, das 9h30 às 17h30), até o dia 13 de junho.

 

15h às 16h – Brincando e aprendendo. Programa permanente.

Passa poesia – Atividade baseada na brincadeira passa anel.

Com equipe BSP.

A partir de 7 anos.

Local: piso térreo.

 

Dia 22, quinta-feira.

 

12h30 às 13h30 – Luau BSP. Programa permanente.

O programa apresenta aos jovens temas relacionados à música, literatura e poesia e oferece espaço para apresentações artísticas. A partir de 13 anos.

Com equipe BSP. É necessário retirar senhas com 30 minutos de antecedência.

Local: auditório.

 

14h30 às 17h30 – Oficina de escrita

A oficina fornecerá elementos que estimulam o processo criativo, o domínio de ferramentas básicas que possam permitir a execução de pequenas e grandes histórias, individuais e coletivas. A partir de um tema ou fragmento, os participantes são convidados a desenvolver textos, utilizando sua bagagem literária. Para interessados em escrita acima dos 16 anos.

Dias 21, 22 e 23, das 14h30 às 17h30.

Carga horária: 9 horas.

Local: auditório.

Com o autor Sacolinha, escritor de romances e contos e ganhador de 4 prêmios Cooperifa.

Inscrições por e-mail (agenda@bsp.org.br) ou no balcão de atendimento da biblioteca (de terça a sexta-feira, das 9h30 às 17h30), até o dia 13 de junho.

 

15h às 16h – Pintando o 7. Programa permanente.

Criação de cordel, a partir do acervo da Biblioteca.

A partir de 6 anos.

Com equipe BSP.

Local: piso térreo.

 

15h às 17h – Clube de leitura. Programa permanente.

Todos os meses a BSP seleciona um livro e propõe a discussão de detalhes da história com os leitores da obra, incentivando assim o encontro de pessoas, o debate literário e o hábito da leitura.

Mulheres de Cinza, de Mia Couto.

Com equipe BSP.

Local: auditorio.

 

Dia 23, sexta-feira

 

14h30 às 17h30 – Oficina de escrita

A oficina fornecerá elementos que estimulam o processo criativo, o domínio de ferramentas básicas que possam permitir a execução de pequenas e grandes histórias, individuais e coletivas. A partir de um tema ou fragmento, os participantes são convidados a desenvolver textos, utilizando sua bagagem literária. Para interessados em escrita acima dos 16 anos.

Dias 21 a 23, das 14h30 às 17h30.

Carga horária: 9 horas.

Local: auditório.

Com o autor Sacolinha, escritor de romances e contos e ganhador de 4 prêmios Cooperifa.

Inscrições por e-mail (agenda@bsp.org.br) ou no balcão de atendimento da biblioteca (de terça a sexta-feira, das 9h30 às 17h30), até o dia 13 de junho.

 

15h – Hora do conto. Programa permanente.

Onde vivem os monstros, de Maurice Sendak.

Com equipe BSP.

Local: piso térreo.

 

15h30 – Pontos MIS.

Desenvolvido pelo Museu da Imagem e do Som – MIS, o projeto promove o contato com obras do cinema por meio de parcerias com instituições públicas do Estado de São Paulo.

Local: piso térreo.

 

O fantástico Sr. Raposo

Dir. Wes Anderson, Estados Unidos, 2009, 87 min. Gênero: animação. Classificação: livre
Elenco: George Clooney, Meryl Streep, Bill Murray.

Após 12 anos de felicidade bucólica, o Sr. Raposo descumpre a promessa que fez à esposa e invade as fazendas dos vizinhos Boggis, Bunce e Bean. Ceder aos seus instintos animais coloca em perigo não somente o seu casamento, mas também a vida de sua família e seus amigos. Quando os fazendeiros montam uma armadilha para o Sr. Raposo, ele tem que confiar na sua astúcia natural para vencer o oponente.

 

16h30 às 17h – Leitura ao pé do ouvido. Programa permanente.

Frequentadores da biblioteca são convidados a ouvir a leitura de trechos de um livro, podendo conhecer assim novos autores, títulos e assuntos.

Aquecimentos Segundas Intenções: texto de Juliano Garcia Pessanha.

Local: piso térreo e superior.

 

Dia 24, sábado.

 

11h às 13h – Segundas Intenções. Programa permanente.

Bate-papo com Juliano Garcia Pessanha

Mediação: Manuel da Costa Pinto.

Local: auditório.

Inscrições por e-mail (agenda@bsp.org.br) ou no balcão de atendimento da biblioteca (de terça a sexta-feira, das 9h30 às 17h30), até o dia 23.

Declaração de atividades complementares para estudantes universitários.

 

11h às 11h45 – Lê no ninho. Programa permanente.

Atividade de estímulo e iniciação à leitura para crianças entre 6 meses e 4 anos, realizada com livros lúdicos, contação de histórias e músicas. Pais e responsáveis podem, ao fim, emprestar os kits utilizados, com dois livrinhos e um fantoche, e reproduzir a experiência em casa.

Com equipe BSP.

Local: piso térreo.

 

11h às 13h – Jogos para todos! Programa permanente.

Oficina de xadrez: Os participantes aprendem as regras, os movimentos das peças e algumas táticas do xadrez, além de disputar partidas. Pessoas com deficiência visual dispõem de tabuleiros adaptados.

Com Carlos Oliveira.

Local: piso térreo.

 

14h30 às 17h30 – Curso de contação de histórias

A ideia é trabalhar a potencialidade das narrativas de literatura oral como uma ferramenta de aproximação, comunicação e expressão.  O conteúdo programático abordará os vários tipos de histórias – como lendas, mitos, fábulas, história de origem, contos de fadas, entre outros -, a relação com a música, técnicas como interpretação, oralidade e improvisação, e o papel do contador de história ao longo da história universal.

Indicado para pessoas a partir de 16 anos.

Sábados, 6 de maio a 1º de julho, das 14h30 às 17h30.

Carga horária: 24 horas

Local: auditório.

Realização: Associação Arte Despertar em parceria com a Biblioteca Parque Villa-Lobos.

Inscrições encerradas.

 

15h às 15h45 – Lê no ninho. Programa permanente.

Atividade de estímulo e iniciação à leitura para crianças entre 6 meses e 4 anos, realizada com livros lúdicos, contação de histórias e músicas. Pais e responsáveis podem, ao fim, emprestar os kits utilizados, com dois livrinhos e um fantoche, e reproduzir a experiência em casa.

Com equipe BSP.

Local: piso térreo.

 

16h – Hora do conto. Programa permanente.

Os bolos mágicos, John Yeoman.

Com Irene Tanabe.

Local: piso térreo.

 

Dia 25, domingo.

 

11h30 às 12h15 – Lê no ninho. Programa permanente.

Atividade de estímulo e iniciação à leitura para crianças entre 6 meses e 4 anos, realizada com livros lúdicos, contação de histórias e músicas. Pais e responsáveis podem, ao fim, emprestar os kits utilizados, com dois livrinhos e um fantoche, e reproduzir a experiência em casa.

Com equipe BSP.

Local: piso térreo.

 

16h – Hora do conto. Programa permanente.

O feitiço do sapo, de Eva Furnari.

Com a Cia. do Tok Tok.

Local: piso térreo.

 

14h às 17h – Sarau na BSP. Programa permanente.

Sarau da SU – Manifestação cultural da zona norte de São Paulo, que tem o objetivo de valorizar os artistas do seu entorno e estimular o participante a descobrir seus talentos. Atrações de diferentes estilos e idades se integram em prol do lazer e da cultura.

Coordenação de Sueli do Carmo Rocha.

Local: auditório.

É necessário retirar senhas com 30 minutos de antecedência.

 

Dia 27, terça-feira.

 

15h às 16h – Jogos sensoriais. Programa permanente.

Uma divertida experiência lúdica que estimula as habilidades sensoriais e a memória, com jogos e brincadeiras para pessoas com e sem deficiência. A partir de 11 anos.

Com equipe BSP.

Local: piso térreo.

 

Dia 28, quarta-feira.

 

10h – Pontos MIS.

Desenvolvido pelo Museu da Imagem e do Som – MIS, o projeto promove o contato com obras do cinema por meio de parcerias com instituições públicas do Estado de São Paulo.

Local: piso superior.

 

A jaula

Dir. Pedro Morelli, Brasil, 2012, 13 min. Idioma: Português. Classificação: 10 anos.
Elenco: Rodrigo Bolzan, Alexandre Roit, Danilo Granghéia, Fabio Nassar.

Em uma noite escura, em uma grande cidade, Fábio volta para casa depois do trabalho. Ao descer do ônibus e caminhar por uma rua mal iluminada, ele tem a sensação de estar sendo perseguido.

 

Quando eu era vivo

Dir. Marco Dutra, Brasil, 2014, 108 min. Idioma: português, Gênero: suspense, drama. Classificação: 18 anos. Elenco: Marat Descartes, Antônio Fagundes, Sandy.

Júnior volta a morar com a família depois de perder o emprego e se separar da esposa. Deprimido, passa seus dias no sofá, remoendo a separação, o desemprego e sonhando com a jovem inquilina da casa. Depois de encontrar alguns objetos que pertenciam à sua mãe, desenvolve uma estranha obsessão pelo passado, confundindo delírio e realidade.

 

15h às 16h – Brincando e aprendendo. Programa permanente.

Jogue bingo, com o tema de Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll.

Com equipe BSP.

A partir de 7 anos.

Local: piso térreo.

 

Dia 29, quinta-feira.

 

12h30 às 13h30 – Luau BSP. Programa permanente.

O programa apresenta aos jovens temas relacionados à música, literatura e poesia e oferece espaço para apresentações artísticas. A partir de 13 anos.

Com equipe BSP. É necessário retirar senhas com 30 minutos de antecedência.

Local: auditório.

 

15h às 16h – Pintando o 7. Programa permanente.

Pintura em tela, inspiradas nas obras do artista Diego Velásquez.

A partir de 6 anos.

Com equipe BSP.

Local: piso térreo.

 

Dia 30, sexta-feira.

 

10h30 – Pontos MIS.

Desenvolvido pelo Museu da Imagem e do Som – MIS, o projeto promove o contato com obras do cinema por meio de parcerias com instituições públicas do Estado de São Paulo. Local: piso térreo.

 

O fantástico Sr. Raposo

Dir. Wes Anderson, Estados Unidos, 2009, 87 min. Gênero: animação. Classificação: livre
Elenco: George Clooney, Meryl Streep, Bill Murray.

Após 12 anos de felicidade bucólica, o Sr. Raposo descumpre a promessa que fez à esposa e invade as fazendas dos vizinhos Boggis, Bunce e Bean. Ceder aos seus instintos animais coloca em perigo não somente o seu casamento, mas também a vida de sua família e seus amigos. Quando os fazendeiros montam uma armadilha para o Sr. Raposo, ele tem que confiar na sua astúcia natural para vencer o oponente.

 

15h – Hora do conto. Programa permanente.

A Bela e a Fera, de Jeanne-Marie Leprince de Beaumont e Gabrielle-Suzanne Barbot de Villeneuve.

Com equipe BSP.

Local: piso térreo.

 

16h30 às 17h – Leitura ao pé do ouvido. Programa permanente.

Frequentadores da biblioteca são convidados a ouvir a leitura de trechos de um livro, podendo conhecer assim novos autores, títulos e assuntos.

Apontamentos de História Sobrenatural, de Mário Quintana.

Local: piso térreo e superior.

 

Biblioteca de São Paulo (BSP)

A BSP foi inaugurada em 8 de fevereiro de 2010. Faz parte do conjunto de iniciativas da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo para incentivar e promover o gosto pela leitura. Localizada no Parque da Juventude, foi concebida para ser um projeto inovador de inclusão social por meio da leitura. Conta com uma programação cultural diária e ações em acessibilidade e serviço social.

 

Confira mais sobre a programação no site oficial: http://bsp.org.br

 

Serviço:

Local: Biblioteca de São Paulo – Parque da Juventude

Endereço: Avenida Cruzeiro do Sul, 2.630

Telefone: (11) 2089-0800

Estação Carandiru do Metrô – Linha Azul

Aberta de terça a domingo e feriados, das 9h30 às 18h30.