Biblioteca de São Paulo e Biblioteca Parque Villa-Lobos realizam contações de histórias em janeiro 


A Biblioteca de São Paulo (BSP) e a Biblioteca Parque Villa-Lobos (BVL) realizarão, em janeiro, a partir do dia 9, sempre aos sábados e domingos, das 14h às 14h45, sessões do programa Hora do Conto. A BSP e a BVL são equipamentos da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, geridos pela Organização Social SP Leituras – eleita pelo terceiro ano consecutivo uma das 100 Melhores ONGs do Brasil.

Conduzidas por grupos convidados, as atividades presenciais e gratuitas incluem interpretação em Libras de algumas das aventuras. Importante acrescentar que para participar não é necessário fazer inscrição e as vagas são preenchidas por ordem de chegada. Confira, a seguir, cada uma delas:

Biblioteca de São Paulo

9 (sábado) – “O pescador teimoso”, de Mãe Beata de Yemonjá. Em português e Libras. Com a Cia Arte Raiz.

10 (domingo) – “O pote vazio”, de Demi. Com Kelly Orasi.

16 (sábado) – “Tulu: em busca de um lugar para viver”, de Donaldo Buchweitz. Com a Cia. do Tok Tok.

17 (domingo) – “A lenda da criação da noite”, conto da tradição oral. Em português e Libras. Com o Grupo Mãos de Fada.

23 (sábado) – “O gato de botas”, de Charles Perrault. Com a Cia. Bisclof.

24 (domingo) – “Um passeio pela cidade de São Paulo”, de Iracema Cerdán Galves. Com o Grupo Tricotando Palavras.

30 (sábado) – “Academia Jedi”, de Jeffrey Brown. Com Paula Dugaich.

31 (domingo) – “Yemanjá”, baseada na obra de Reginaldo Prandi. Com o Coletivo Pequenas Peças para Pequenos Espectadores.

Biblioteca Parque Villa-Lobos

9 (sábado) – “O traje novo do imperador”, de Hans Christian Andersen. Com a Cia. Bisclof.

10 (domingo) – “O macaco e o rabo”, de Silvana Salerno. Com o Grupo Tricotando Palavras.

16 (sábado) – “O homem e a montanha”, de Sylvia Manzano. Com Irene Tanabe.

17 (domingo) – “Lampião e Maria Bonita: o rei e a rainha do cangaço”, de Liliana Laccoca. Com a Cia. Som em Prosa.

23 (sábado) – “Crônicas de São Paulo: um olhar indígena”, de Daniel Munduruku. Com Kelly Orasi.

24 (domingo) – “Paula de São Paulo”, de Mariângela Bueno e Sonia Dreyfuss. Com Paula Dugaich.

30 (sábado) – “O homem que queria enganar a morte”, de Mãe Beata de Yemonjá. Em português e Libras. Com a Cia. Arte Raiz.

31 (domingo) – “O nome do Sol”, de Edimilson de Almeida Pereira. Com a Cia. Oya Ô.

Há muito mais na programação das bibliotecas durante o mês, como prática de yoga (presencial), oficinas e clube de leitura online, entre outras ações. Com a necessidade de estimular o distanciamento social e outras medidas de proteção contra o contágio pelo novo coronavírus, a Secretaria de Cultura e Economia Criativa criou o #Culturaemcasa, que amplia a oferta de conteúdos virtuais dos equipamentos. Importante acrescentar que a BSP e a BVL estão retomando as atividades presenciais de programação cultural gradualmente, com capacidade de atendimento reduzida e respeitando os protocolos de saúde. Para saber mais sobre a programação das duas bibliotecas, acesse os sites www.bsp.org.br e www.bvl.org.br, além de nossas redes sociais.

Biblioteca de São Paulo

Av. Cruzeiro do Sul, 2.630, Santana, São Paulo (SP).

Biblioteca Parque Villa-Lobos

Av. Queiroz Filho, 1.205, Alto de Pinheiros, São Paulo (SP).